Tuesday, June 25, 2013

A Torre de Vidro - Robert Silverberg

Linked by...
Chegamos a este livro a partir de um outro título do mesmo autor: "O Labirinto". Nesse livro, mencionava-se "A Torre de Vidro" na nota biográfica do autor, entre outros livros de sua autoria. De entre todos os títulos mencionados, foi escolhido este, por haver um exemplar disponível para troca na Winking Books. Não estava com grandes expectativas em relação a este livro, pois o último que foi lido deste autor (e primeiro título de ficção científica do blogue), foi uma decepção. Mas como os nossos seguidores já sabem, não negamos explorar nenhuma ligação, por isso metemos mãos à obra, ou melhor, olhos à obra!

Linked opinion...
Que fantástica surpresa! Não estava de todo à espera....um excelente livro! Muito bom. Gostei bastante. Julgo também que o facto de ter sido surpreendida, veio amplificar o efeito já positivo que este livro teve em mim. 

Eu sei, eu sei, é um livro de ficção científica...Mas é um facto: este é um bom livro. E eu também não posso dizer que não gosto de ficção científica. Depende muito do livro. Há apenas uma coisa que me irrita sempre que acontece num livro deste género: são os nomes inventados das máquinas/mecanismos/tecnologias. Uns nomes que surgem sempre sonantes e em grande destaque, mas que em muitos textos, a sua quantidade é assustadora e parece que o texto se faz só disso: tipo x-megatron, v3 gordanzul, vruxomaton, nyartron, etc... Acho que já deu para perceber o que quero dizer...Já me aconteceu até muitas vezes nem conseguir entender a história. Mas este livro não é assim. Claro que tem termos deste tipo, mas na devida medida, e sem exageros.

Esta é um excelente história, que retrata um possível futuro da espécie humana. Plausível, interessante, e bem escrita. Mas mais do que a história em si, o que me fez render a este livro, foi a "lente" que ele constituiu para reflectir sobre alguns aspectos importantes do estado actual da humanidade, por exemplo a religião, a hierarquização social,  o racismo e a discriminação, entre outros. Essa "lente" por vezes confunde-se até com um "espelho" ... Os paralelismos entre alguns aspectos relevantes da nossa sociedade e a de uma possível sociedade do futuro, estão muito bem conseguidos.

Excelente também é a visão do homem enquanto explorador do Universo, em não se limitar ao que existe, mas a procurar sempre mais, a ir sempre mais além. Neste livro essa busca reflecte-se na procura por vida inteligente noutros planetas, algo que julgo que irá ser transversal ao homem de todos os tempos, até que a encontre, ou se prove ser impossível a sua existência.

Em resumo, uma história que nos conta mais para além do que é dito, se nos permitirmos pensar sobre isso. Como já referi, gostei bastante, e penso que veio salvar a má imagem que o género ficção científica tinha aqui no blog. Continuo no entanto a achar que o autor tem uma visão algo machista sobre o futuro...

Linked books...
Nightwings - Robert Silverberg (título escolhido de entre os títulos mencionados na nota biográfica do autor)

A editora publicitou neste exemplar cinco outros livros de dois autores: três livros do autor Hans Hellmut Kirst, e dois de Sven Hassel ("Grandes Romances de Guerra" da Colecção Séc. XX).  Para efeitos de leitura pelo blogue e continuação das ligações, escolhi um livro de cada autor, nomeadamente:
O Herói da Torre - Hans Hellmut Kirst
Vi-os Morrer - Sven Hassel

Linked places...

Baía de Hudson
Novosibirsk
Duluth
Amboseli
Acra
Phnom Penh
Ulan Bator
Rangum
Mälaren
Mendocino
Kotzebue
Ganimedes
Knox Coast
Ilha de Yap
Calisto
Linked measure...

Linked animal...

Órix
Linked flora...
Cicadácea
Linked looked up words...
eufórbio - género de plantas euforbiáceas de flor campanulada e de suco acre e corrosivo; goma drástica extraída desse género de plantas.
argentário -  guarda-pratas; [figurado]  capitalista.
estúrdia - travessura; estroinice; extravagância, disparate.
engulho - ânsia que precede o vómito. = NÁUSEA[figurado]  tentação, desejo veemente. 

Monday, June 17, 2013

Moby Dick - Herman Melville

Linked by...
Foram dois os livros que nos dirigiram para a leitura deste clássico. Moby Dick foi mencionado por Mário Vargas Llosa, no seu livro "A Festa do Chibo", e também Yann Martel em "A Vida de Pi" mencionou "a baleia" de Hermann Melville. Por incrível que pareça, nunca li este livro. A história da baleia branca é-me familiar, mas não me recordo de ter lido esta aventura. É assim com a confiança que os clássicos inspiram, que inicio esta leitura, esperando ir encontrar uma excelente história dos mares. Este exemplar foi obtido por troca através da Winking Books.

Linked opinion...
Após ler este livro, entendo porque se tornou tão popular. De facto é um aventura original para a época, e muito bem escrita.

Contudo, pessoalmente não gostei. Apesar de adorar ler aventuras "dos mares", esta não é para mim uma aventura. É uma perseguição sanguinária recheada de  ódios e sentimentos de vingança, que pessoalmente não entendo.

O tema da caça à baleia é também em si repulsivo, e as descrições que o autor nos faz das mesmas, senti-as como repugnantes. Enfim, não vejo o que esta leitura poderá trazer aos mais jovens de hoje. O tema é desactualizado (e ainda bem) e os valores que se traduzem são apenas de vingança, ódio, e perseguição. De um homem que perde a perna a caçar uma baleia. Que atribui à baleia sentimentos maléficos e assassinos quando a pobre só se defendeu, e que passa toda uma vida a perseguí-la para se vingar, em vez de lidar com o facto de ter apenas uma perna e se elevar acima dessa situação. Um homem mesquinho, ferido na sua virilidade e completamente desequilibrado.

E o nosso herói como é? O nosso narrador? Parece ser um "deixa andar" que vai onde a vida o leva, sem sentido crítico algum. À descoberta não se sabe bem de quê. Pareceu-me que também não o encontrou depois desta aventura. Enfim. Nenhuns valores que ficam, nenhuma memória válida. Apenas a de uma pobre baleia perseguida, que o único mal que fez foi ser baleia.

Apesar pois de ser um clássico, e um livro bem escrito, para mim é daqueles que se ficar na estante a ganhar pó, não se perde nada. Teve o seu tempo, mas ainda bem que esse tempo passou. Não recomendo.

Linked books...
Omoo - Herman Melville (da nota biográfica do autor)
Taipé - Hermann Melville (da nota biográfica do autor)
Judith and Holofernes: a poem - Thomas Bailey Aldrich (foi mencionado o episódio bíblico da decapitação do gigante Holofernes: "o gigante Holofernes no cinturão de Judite", e encontrei na Wook este poema sobre esta passagem bíblica)
20.000 Léguas Submarinas - Julio Verne (foi mencionado o Maelstrom Norueguês, que se trata de um enorme e poderoso remoinho marítimo, que na ficção foi utilizado por Melville, Poe e Verne. Entre Poe e Verne, os outros dois autores que mencionaram este fenómeno natural, foi escolhido Verne, uma vez que existe uma versão disponível do seu livro na Winking Books)

Linked places... 

Cabo Horn
New Bedford
Nantucket
Sag Harbour
Rio Acushnet
Farol de Eddystone
Gay Head
Ilha de Santa Helena
Rio da Prata

Linked animals...

Baleia-Azul
Baleia-Boreal
Cachalote
Baleia-Franca
Linked drink...

Café de Bolotas
Linked looked up words...

buque - barco auxiliar dos galeões de pesca.
enxárcia - conjunto de todos os cabos de um navio que seguram os mastros e mastaréus.
esqualo - nome comum a todos os peixes esqualídeos, de esqueleto cartilaginoso, corpo alongado e pele rugosa.
pulcritude - qualidade do que é pulcro.
pulcro -  que possui grande beleza, que possui delicadeza, graciosidade.
rutilando - tornar rútilo, cintilar; brilhar muito; resplandecer.
rútilo - rutilante, cintilante; que tem a cor do ouro muito viva.
ovém - nome genérico dos calabres que servem de apoio lateral aos mastros do navio.
manigância - manha ou arte com que se fazem habilidades de mãos; manobras ocultas com que se fazem bons negócios; tratantada, manivérsia.
espermacete - substância gorda de cor esbranquiçada, extraída do cérebro de alguns cetáceos, especialmente do cachalote, e usada na produção de velas e de cosméticos.
averno -  lago vulcânico da Campânia que os antigos consideravam ser uma das entradas do inferno, inferno, avernal.
ubíquo - que está ao mesmo tempo em toda a parte. = OMNIPRESENTE; que tem o dom da ubiquidade. = OMNIPRESENTE; que está difundido em todo o lado. = GERAL, UNIVERSAL
omnímodo - que é de todos os modos ou géneros; ilimitado, sem restrições.
alfombra - tapete para forrar sobrados ou escadas.; chão arrelvado.
munhão - eixo que permite elevar ou abaixar a peça de artilharia para fazer pontaria.
almotolia - Vasilha portátil, de forma cónica, para azeite e outros líquidos oleaginosos. = AZEITEIRA, AZEITEIRO, GALHETA; recipiente, dotado de bico longo, destinado a conter líquido oleoso para lubrificar peças ou mecanismos. = CANTIMPLORA

Monday, June 10, 2013

Otelo - William Shakespeare

Linked by...
Este título não foi até agora mencionado directamente, mas sim através das suas personagens. Nomeadamente, em Martin Eden de Jack London surge mencionada Desdémona, e Oscar Wilde no seu Retrato de Dorian Gray menciona também Desdémona, e também Brabâncio e Ofélia, que são outras duas personagens desta peça.

É com enorme prazer que iniciaremos a leitura de mais uma das tragédias de Shakespeare, às quais já nos vamos habituando aqui no blogue. Se outro benefício não houvesse de ter iniciado este blogue, levar-me a ler Shakespeare, seria já por si só, um benefício mais que suficiente.

Nota: este livro foi posteriormente mencionado em:


Linked opinion...
Apesar de esta ser já a quinta peça de Shakespeare que li, e estar já um pouco habituada ao formato das tragédias, não me canso deste autor. Em cada tragédia traz novos sentimentos e promove reflexões diversas, apesar da estrutura um pouco definida e necessária dos seus cinco actos. A violência e a morte continuam, como peças fundamentais das tragédias a figuraram em lugar de destaque, mas desta vez Shakespeare levou-me a reflectir sobre assuntos como a auto-estima, a desconfiança e também o racismo.

Em relação a este autor, só me apetece ler tudo o que ele escreveu (espero lá chegar...), e em relação a esta obra, apesar de não ser uma das minhas tragédias preferidas, é uma excelente peça. Recomendo, como não podia deixar de ser.

Linked books...
Os Miseráveis - Vitor Hugo (este título surgiu em publicidade num postal RSF contido nesta edição)

Linked places...

Rhodes (Grécia)
Alepo (Síria)
Linked flora...
Hissopo
Coloquíntida
Linked looked up words...
doge - chefe das antigas repúblicas de Veneza e Génova.
séquito - cortejo; seguimento; acompanhamento; popularidade.
estultícia - qualidade de estulto. = ESTULTICE, NECEDADE, TOLICE
gança - ganância, ganho.
encomiástico - laudatório.  
tibieza - qualidade do que é tíbio; frouxidão, fraqueza; falta de fervor; frieza; falta de zelo. 
sibila - mulher a quem os antigos atribuíam o dom da profecia e o conhecimento do futuro; bruxa. 
amásio - homem que tem concubinato com mulher. 
réprobo - reprovado, condenado às penas do Inferno; precito; banido da sociedade.
anélito - hálito, respiração; desejo intenso; aspiração.

Uma Noite Em Lisboa - Erich Maria Remarque


Linked by...
É pela mão da edição de "Os Passos Perdidos" de Alejo Carpentier, que viemos dar a esta obra. Nessa edição, por duas vezes nos indicaram este caminho. Em primeiro lugar no marcador que acompanhava o livro, e depois no seu final, com um excerto desta noite em Lisboa. O nome do autor é sobejamente conhecido, mas ainda não consta do blogue, nem foi ainda lido por nós, fora deste âmbito. Não sabemos assim o que esperar, mas tudo aponta para que se trate de um bom livro, quer pelo autor, quer por fazer parte do Plano Nacional de Leitura (Ler + ).

Linked opinion...
Este livro ficou um pouco aquém daquilo que esperava. Contudo, se me perguntarem o que faltou, não sei dizer, e nem estou certa de que haja algo a falhar no livro. Está bem escrito, conta uma história relativamente interessante, e faz esse relato de uma forma original.

Julgo assim que o único problema neste caso foi do leitor e não da obra. A minha ligação ao livro enquanto leitora simplesmente não aconteceu, e houve alturas até em que o achei bastante aborrecido, tendo que fazer um esforço para continuar a ler.

Desta forma, apenas posso informar que se trata de um bom livro, mas que não me falou. Espero que futuros leitores que optem por o ler, possam retirar mais dele do que me foi possível.

Linked books...
O Mar Que a Gente Faz - João Negreiros (surgiu publicitado no marcador e numa das páginas do livro)
A Conspiração dos Antepassados - David Soares (publicitado numa das folhas do livro)
Poe Uma Vida Abreviada - Peter Ackroyd (publicitado numa das folhas do livro)
Chamem a Polícia - Irvin D. Yalom  (publicitado numa das folhas do livro)
Winnetou - Karl May (foram mencionados os romances de Karl May...Winnetou e Shatterhand. Foi escolhido apenas o Winnetou por não ter encontrado nenhuma edição do outro título)
Hero e Leandro - Vários Autores (foi referida a história da mitologia grega de Hero e Leandro. Uma vez que desconheço essa história, uma procura na Wook revelou este livro sobre a mesma)
D. Quixote de La Mancha - Miguel de Cervantes  (Dom Quixote foi mencionado)
Mary Stuart - Frederich Schiller (foi mencionado o autor, Schiller, e escolhemos este título por já constar da nossa lista de livros "por ler")
Werther - Johann Wolfgang Goethe (foi mencionado o autor. Na nossa lista de livros por ler, temos já várias obras deste autor, pelo que escolhemos a única que já lemos, para o representar)

Linked art...

Colossus de Goya (foi mencionado um quadro de Goya, mas sem especificar qual)
Red Roofs, Corner of a Village, Winter de Pissaro - 1877 (foram mencionados os quadros deste pintor, sem especificar nenhum)
Barges on the Saint Martin Canal - Sisley (mencionados os quadros do autor, sem especificar)
O Jardim do Manicómio - Van Gogh
Self Portrait 1910 - Renoir (foram mencionados os quadros do autor, sem especificar)
Auto-Retrato (1804) - Ingres (foram mencionados os retratos de Ingres)
Nenúfares de Monet
La Cathédrale de Rouen - Monet  (foram mencionadas as catedrais de Monet)
Retrato de Edouard Manet (1866/68) - Degas (foram mencionados os desenhos de Degas)
Linked people...

Goebbels
Hess
Oskar Reinhart
Pétain
Linked historical events...

Pacto de Munique
Tratado de Vestefália
Drôle de Guerre
Linked historical documents...

Passaportes Nansen
Linked currency...

Rappen
Linked places...

Osnabrück (1945)
Wiener Neustadt

Oberriet (Suiça)
Feldkirch (Áustria)
Heger-Tor (Osnabrürck)
Münster (Alemanha)
Prisão de La Petite Roquette
Colombes (França)
Le Vernet (França)
Saint-Chapelle (Paris, França)
Linked drinks...

vinho Mosela
vinho Schloss Reinhartshausener
Dubonnet
Pernod
Cointreau
Linked songs...



Linked food...
Piccata
Boeuf à la mode
Paté de Volaille
Paté Maison
Linked brand...
Hispano-Suiza
Linked looked up words...
apócrifo - que não foi reconhecido como devidamente inspirado; que não é do autor a que se atribui.
ramona - veículo usado para transporte de presos e em rusgas policiais.
cediço - quase podre, que sabe a mofo; duro e com mau sabor (ex.: pão cediço, queijo cediço) ; muito velho; sabido de todos (ex.: história cediça); entediante, aborrecido.
cariátide - figura humana que sustenta uma arquitrave ou cornija.