Sunday, December 30, 2012

Labirinto - Robert Silverberg

Linked by...
Mais um livro que está "linkado" ao livro "Até à Eternidade" de James Jones, mas desta vez não porque James Jones o tenha mencionado no texto do seu livro, mas por causa da publicidade da editora presente no exemplar que li. Vários eram os títulos de ficção científica que as Publicações Europa América aproveitaram para divulgar nesse livro, contudo retive apenas um dos títulos, este, de Robert Silverberg. A razão prendeu-se únicamente com o facto de existir um exemplar disponível na Winking Books.

Este será o primeiro livro de ficção científica lido no blogue, e quem nos acompanha e conhece a nossa missão, sabe bem que nenhum título, de nenhum género é por nós rejeitado. O que não quer dizer que a vontade fosse muita ao se dar início a esta leitura. Mas continuo a querer "seguir essas ligações e ver onde me levam", pelo que foi de mente aberta que me lançei na sua leitura.

Linked opinion...  
Apesar de este ser o primeiro livro de ficção científica do blogue, não foi o primeiro que eu li. Longe disso até. Houve uma altura da minha vida, julgo que deveria ter uns doze ou treze anos, em que os únicos livros que eu tinha acesso para comprar (sem depender de ninguém para o fazer) eram os de uma pequena papelaria/tabacaria ao lado de minha casa. Nessa papelaria, e nessa época, os únicos livros que se vendiam era uma colecção de bolso da Caminho (não estou certa) , que tinha policiais (capa preta) e histórias de ficção científica (capa azul). Durante um determinado período de tempo, muito do meu poupadinho dinheiro foi para comprar livros destes.

Dessa época, e em particular dos livros de ficção científica recordo essencialmente uma grande desilusão com este género literário. Porquê? Porque adorava e havia seguido religiosamente as séries televisivas Buck Rogers, Galactica, e Espaço 1999, as aulas sobre os planetas, a visita ao planetário (que ainda hoje recordo com emoção), e adorava conversar e pensar (e ainda gosto) sobre o futuro da humanidade. Julgava assim ter o perfil perfeito para leitora deste género literário. No entanto, não consegui gostar de um único livro de ficção científica lido naquela altura, apesar da minha persistência em ler vários. Recordo histórias difíceis de entender, realidades inventadas sem nexo, uma profusão de nomes de objectos mirabolantes, e enredos pouco trabalhados e desinteressantes. Enfim, uma dificuldade geral da minha parte em conseguir entender. Talvez fosse da idade, não sei. Julgo que provém deste meu passado a falta de vontade que senti, em ler este livro em particular.

A experiência com este livro foi um pouco diferente. Trata de uma realidade inventada, como não podia deixar de ser, mas com nexo. É uma história com algum interesse, bem imaginada, e que promove uma pequena reflexão sobre o futuro da humanidade e sobre a natureza dos seres humanos. É contudo já um pouco antiga, e com certeza terá tido maior impacto no seu tempo, do que para o leitor de agora. Deverá ser pois entendido como um clássico deste tipo de literatura.

Um dos aspectos que mais gosto em ficção científica, é pensar sobre a plausibilidade daquilo que é hoje imaginado se transformar na realidade do futuro. Achei muito curioso neste livro o facto de torneiras com sensores, que deitam água quando colocamos as mãos debaixo da torneira e páram quando retiramos as mãos, terem sido imaginadas neste livro, e hoje fazerem parte do nosso dia-a-dia.

Um aspecto deste livro em particular que não apreciei nem um pouco é o papel da mulher nesta história. A mulher aparece raramente neste livro, e quando surge é enquanto elemento completamente secundário e acessório, como complemento necessário à vida do homem e praticamente apenas para sua satisfação sexual. Uma visão de enorme desigualdade entre sexos, e diria mesmo machista. Provavelmente, uma consequência dos tempos em que a obra foi escrita. Contudo, não deixei de me surpreender como é que um autor tão imaginativo, que constroi realidades fascinantes num futuro distante, que pensa o futuro da humanidade, consegue ser tão limitado no seu pensamento sobre a evolução e o papel das mulheres nesse futuro. Mais me surpreende ainda, como é que o autor se "safa" com isto, uma vez que é (ou foi) um dos autores de ficção científica mais notáveis e reconhecidos do séc XX. Não estou a par das estatísticas, mas suspeito que talvez poderá ser por este género interessar a poucas mulheres...

Resumindo, não recomendo. Há livros bem melhores para ler, e não se aprenderá grande coisa com este nos tempos que correm. Contudo se optar por ler, terá acesso a uma história razoável e interessante, mas já um pouco "fora de tempo".

Linked books...

A Ilíada  - Homero (foram mencionados Nestor e Orestes, personagens da Ilíada de Homero)

A Odisseia - Homero (foi mencionado Nestor, personagem da Odisseia de Homero)

O Inferno - Dante Alighieri ( Robert Silverberg utilizou a frase "Abandonai toda a esperança, vós que entrais aqui" )

Édipo Rei - Sófocles

Prometeu Acorrentado - Ésquilo 

Discurso sobre a Origem e os Fundamentos da Desigualdade entre os Homens - Rousseau (foi apenas mencionado o autor e não a obra. Esta obra foi a escolhida pois já estava na lista dos livros a ler deste blogue)

Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant (foi apenas mencionado o autor e não a obra. Esta obra foi a escolhida pois estava disponível na Winking Books)

Elegias Amorosas - John Donne  (foi apenas mencionado o autor e não a obra. Esta foi a obra escolhida por ser a única edição em português do autor, disponível de momento na Wook)

A Torre de Vidro - Robert Silverberg (um dos títulos mencionados na nota biográfica do autor, escolhida de entre as vários outros título nela mencionados, por estar disponível na Winking Books)

Linked mathematical concept...



Linked music...
Foi referida a música de Débussy, Schoenberg, e Bach, sem especificar. Apenas se diz no livro que foi "tocada com um aparelho de soprano". Optei por escolher um trecho de cada um destes compositores, para partilhar aqui.





Linked citation...

"Pode-se adquirir tudo na solidão, menos o caráter."
                                                                              Stendhal

Linked drink...


Chartreuse

Linked words...

cadinho -  recipiente em barro refractário, ferro ou platina utilizado para as reacções químicas a altas temperaturas. [Metalurgia]  Parte inferior de um alto-forno onde se acumula o metal fundido. 

burilar - abrir sulcos com buril. = ENTALHAR, GRAVAR, LAVRAR; retocar ou melhorar o estilo de. =APRIMORAR, APURAR; ficar indelevelmente na memória. = GRAVAR, INCUTIR

sátiro - semideus, com pés e pernas de bode, que habitava as florestas; [Entomologia]  género de borboletas diurnas; [Figurado]  homem devasso e luxurioso.
missantropo - que ou quem não gosta da convivência social; que ou quem é melancólico; que ou quem tem aversão aos seres humanos

Wednesday, December 26, 2012

Martin Eden - Jack London

Linked by...
Foi James Jones em Até à Eternidade que mencionou este título de Jack London, que será o terceiro título do autor a ser lido neste blogue. Comprado na Bertrand do Colombo em Agosto, tem estado na estante à espera da sua vez. Até agora, tenho gostado dos livros de Jack London, pelo que ao iniciar a sua leitura esperava que este livro fosse também ele uma boa história, sem surpresas de maior.

Linked opinion...
A surpresa surgiu logo nas primeiras páginas, quando me senti-me sugada para dentro desta história, e continuou quando me apercebi, ao fim de horas, que o tempo tinha passado sem eu ter dado conta.

Transportada por um estilo de escrita belo e harmonioso, e para uma história totalmente absorvente, fiquei deliciada com este livro.

Já antes admirava este autor, mais pela sua história de vida, que pelos livros que havia lido até ao momento. Talvez tenha sido por este ser considerado o seu romance mais autobiográfico, que me apaixonou tanto.  Não sei.

Estava quase certa de que este livro iria figurar ao lado dos meus livros favoritos. Infelizmente, e já depois de mais de metade da história, senti-me a retrair e a afastar-me da empatia quase simbiótica que tinha criado com o personagem principal, e que estava a causar a "magia" que só alguns (poucos) livros conseguem operar nos leitores. Que privilégio é quando isso acontece. E que pena perdê-la como me aconteceu aqui...

De qualquer das formas, não deixa de ser um livro que considero pertencer a uma estirpe superior, e que recomendo sem pensar duas vezes.

Linked books...

Fome - Knut Hamsun (mencionado na introdução ao livro)

Cartas de Jack London - Jack London (também mencionado na introdução)

As Minas de Salomão - Henry Rider Haggard

Tritram of Lyonesse - Algernon Charles Swinburne (London refere o autor Swinburne, "que tinha o sentido da cor e da luz", e retratava a rapariga Isolda...)

Dolores -  Algernon Charles Swinburne

Excelsior - Henry Wadsworth Longfellow

Selected Poems - Rudyard Kipling (foram mencionados os poemas de Kipling)

A Doutrina Secreta - Helena P. Blavatsky

The Classical Myths in English Literature - Charles Mills Gayley

A Vida das Abelhas - Maurice Maeterlinck (foi mencionado o autor, e este título foi escolhido por ser o único livro em português deste autor disponível na Wook)

Age of Fable  - Thomas Bullfinch

Otelo - William Shakespeare (foi mencionada Desdémona, uma das personagens desta peça)

O Colar de Veludo - Alexandre Dumas (pai) - foi mencionado o autor, e foi escolhida esta obra por estar disponível na Winking Books, e ser um título para mim desconhecido)

First Principles - Herbert Spencer

The Principles of Psychology - Herbert Spencer

Ensaio sobre o Entendimento Humano - John Locke

Philosophy of Style - Herbert Spencer


Linked poems...


The Psalm of Life
Henry Wadsworth Longfellow

WHAT THE HEART OF THE YOUNG MAN SAID TO THE PSALMIST

    TELL me not, in mournful numbers,
        Life is but an empty dream ! —
    For the soul is dead that slumbers,
        And things are not what they seem. 

    Life is real !   Life is earnest!
        And the grave is not its goal ;
    Dust thou art, to dust returnest,
        Was not spoken of the soul. 

    Not enjoyment, and not sorrow,
        Is our destined end or way ;
    But to act, that each to-morrow
        Find us farther than to-day. 

    Art is long, and Time is fleeting,
        And our hearts, though stout and brave,
    Still, like muffled drums, are beating
        Funeral marches to the grave. 

    In the world's broad field of battle,
        In the bivouac of Life,
    Be not like dumb, driven cattle !
        Be a hero in the strife ! 

    Trust no Future, howe'er pleasant !
        Let the dead Past bury its dead !
    Act,— act in the living Present !
        Heart within, and God o'erhead ! 

    Lives of great men all remind us
        We can make our lives sublime,
    And, departing, leave behind us
        Footprints on the sands of time ; 

    Footprints, that perhaps another,
        Sailing o'er life's solemn main,
    A forlorn and shipwrecked brother,
        Seeing, shall take heart again. 

    Let us, then, be up and doing,
        With a heart for any fate ;
    Still achieving, still pursuing,
        Learn to labor and to wait.

------------------------------------

Apparition
 William Ernest Henley
Thin-legged, thin-chested, slight unspeakably,
Neat-footed and weak-fingered: in his face -
Lean, large-boned, curved of beak, and touched with race,
Bold-lipped, rich-tinted, mutable as the sea,
The brown eyes radiant with vivacity -
There shines a brilliant and romantic grace,
A spirit intense and rare, with trace on trace
Of passion and impudence and energy.
Valiant in velvet, light in ragged luck,
Most vain, most generous, sternly critical,
Buffoon and poet, lover and sensualist:
A deal of Ariel, just a streak of Puck,
Much Antony, of Hamlet most of all,
And something of the Shorter-Catechist.

Jimmy Britt
Richard Realf
August Bebel
Matthew Arnold
William Edward Hartpole Lecky

Henry James
Brander Matthews

Linked mythological figures...

Nemesis

Linked words...

burilou - abrir sulcos com buril. = ENTALHAR, GRAVAR, LAVRAR; retocar ou melhorar o estilo de. = APRIMORAR, APURAR; ficar indelevelmente na memória. = GRAVAR, INCUTIR

pusilânime - excessivamente tímido; que não tem coragem para reagir.

despautério - (francês Despautère, antropónimo [afrancesamento de J. van Pauteren, 1480-1520, gramático flamengo autor de gramática latina muito difundida na Europa])
grande disparate; tolice de marca maior. = CONTRA-SENSO, DESCONCHAVO, DESPROPÓSITO

inanidade - qualidade de inane. = VACUIDADE; nenhum valor; futilidade; vaidade.

marçano - aprendiz de caixeiro.

escolho - penhasco que está de todo escondido ou só à superfície do mar; [figurado]  perigo; obstáculo.

diatribe - escrito ou discurso violento e injurioso (que acusa ou critica).

batoque - espécie de rolha (geralmente de madeira) com que se tapa o orifício que há no alto das pipas e de outras vasilhas de aduela;  [informal, depreciativo]  indivíduo baixo e gordo.

madraço -  que ou quem é dado à ociosidade ou não gosta de trabalhar. = MANDRIÃO

malsã -  nocivo à saúde. = COMBALIDO, INSALUBRE; que tem saúde frágil; que tem más intenções. = MALDOSO, MAL-INTENCIONADOBEM-INTENCIONADO

almotolia - vasilha portátil, de forma cónica, para azeite e outros líquidos oleaginosos. = AZEITEIRA, AZEITEIRO, GALHETA; recipiente, dotado de bico longo, destinado a conter líquido oleoso para lubrificar peças ou mecanismos. = CANTIMPLORA. 

Thursday, December 13, 2012

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá : Uma História de Amor - Jorge Amado


Linked by...
Este título surgiu publicitado na contracapa do livro A Festa do Chibo de Mário Vargas Llosa. Ser "linkado" através da publicidade da editora de outro livro, não será talvez a forma mais "honrada" de chegar a este blogue. Contudo, recebemos este notável e genial autor com todas as honras e a maior das humildades. 

Apesar de ser a primeira obra de Jorge Amado lida para efeitos do Linked Books, não é um autor para nós desconhecido.

É assim com muita alegria que embarcámos nesta leitura, com uma obra que já várias vezes havia estado entre mãos, sem nunca ter sido lida.

Linked opinion...
Só mesmo os grandes autores conseguem realizar proezas destas. Em "meia-dúzia" de páginas, Jorge Amado conseguiu levar-me à boa disposição, à gargalhada, à preocupação, à dor, e por fim às lágrimas... Incrível. 

É uma história cheia de fantasia, imaginação e boa disposição. E é também uma história profundamente ancorada em duras realidades, como se costuma dizer, nas "realidades da vida". 

Essas que por vezes só nos acordam muito tarde na vida. Na fase da infância, adolescência e ainda enquanto jovens adultos, muitas vezes ainda sonhamos e pensamos que tudo é possível (ou quase tudo). E no que respeita ao amor, podemos até passar toda a vida a pensar que tudo é possível. Mas não é. Simplesmente, não é.

Talvez tivesse sido essa a forma do autor me ter levado ás lágrimas...levando-me a recuar ao imaginário da infância, quando tudo era possível, e a deixar-me envolver nas suas palavras, lendo-as de "camisa aberta", sem filtro nem protecção. E de repente... enfim. Ainda tive a ingenuidade de secar as lágrimas à pressa, para conseguir ler as ultimas duas/três páginas, achando que ... mas não. É assim mesmo. Muitas vezes. Vezes demais.

Claro que não posso deixar de recomendar uma leitura destas.

Linked people...

Carybé
(autor das fantásticas ilustrações desta edição e amigo de Jorge Amado)
Zélia Gattai Amado
autora da foto de Jorge Amado na contracapa desta edição (e sua esposa)
Linked poem...

Poema/Trova do poeta popular da Baía, Estevão da Escuna,
a partir da qual Jorge Amado desenvolve a sua história
Linked place...

Mercado das Sete Portas (Salvador da Baía, Brasil)
onde o poeta popular Estêvão da Escuna recitava  seus poemas

Linked books...

A Tenda dos Milagres - Jorge Amado (a editora, no final do livro, publicitava a lista dos 23 livros na mesma colecção. Uma vez que não houve, como é natural, menção a nenhum livro no decorrer da história, optei por procurar a partir no número um da lista, a disponibilidade dos títulos no site Winking Books. Nem foi preciso ir procurar muito. Este era o primeiro título, e havia um exemplar disponível, pelo que foi o escolhido)

Linked words...

Mandacaru - fruto da figueira da índia
Pés de Mastruço

vate - poeta, profeta, aquele que vaticina.
seresta - serenata
faceiro - que ou quem se enfeita muito, geralmente com coisas vistosas mas sem valor. = CASQUILHO; bonacheirão, simplório.
antanho -  [antigo]  no ano próximo passado; nos tempos passados.
capadócio - que ou quem tem o hábito de enganar. = CHARLATÃO, IMPOSTOR, PARLAPATÃO, TRAPACEIRO; que ou quem é pouco honesto ou procede com fraude. = CANALHA; que ou quem é pouco inteligente; que ou quem é dado a serenatas.

Tuesday, December 11, 2012

As Vinhas da Ira - John Steinbeck


Linked by...
Mencionado por um dos livros favoritos deste blogue (Até à Eternidade de James Jones), foi com enorme expectativa que iniciámos a leitura deste "clássico". O exemplar foi obtido através da Winking Books.

Linked opinion... 
Não foi uma leitura prazenteira, mas uma leitura sólida. Um texto profundo, uma história épica e recheada de provações, e uma reflexão aprofundada sobre os valores humanos e sobre a evolução da organização do trabalho, com as suas inevitáveis repercussões económicas e sociais.

Escrito de forma primorosa,  o autor intercala a acção principal com capítulos descritivos que a contextualizam. Tão bem o faz, que o leitor quase consegue cheirar o ar e sentir a terra entre os dedos. Quanto à acção, consegue surpreender e chocar em variados momentos. A simplicidade dos personagens, a sua bondade, o seu sentido de justiça, e a sua enorme sabedoria de vida, faz com que num ápice, nos entrem coração dentro.

Poderiam parecer estas pessoas tão distantes da nossa realidade. Contudo... se hoje em dia vemos pessoas forçadas a sair da sua terra em busca de trabalho, pessoas que só querem trabalhar mas que lhes é negado esse direito, pessoas que mesmo conseguindo trabalho auferem um rendimento insuficiente para viver, com um mínimo de dignidade, pessoas que não se podem recusar a trabalhar por um ordenado abaixo da compensação que seria justa, porque devido ao número de desempregados, logo outro tomaria o seu lugar e ficaria agradecido com tal oportunidade...pessoas que só porque esperam que o governo os trate com justiça e dignidade são rotulados de "vermelhos" e perseguidos...Mas não. Não estão distantes de nós estas pessoas. Quem me dera família Joad, que a vossa luta tivesse já terminado...

Livro que recomendo sem qualquer margem para dúvida.

Linked books...

O Peregrino - John Bunyan
The Winning of Barbara Worth - Harold Bell Wright
O Livro de San Michele - Alex Munthe (publicidade da editora na badana da contracapa)

Linked songs...

 

Leaving Old Texas


Tipi Tipi Tin




Linked cars...

Pontiac 36
Nash 1926
Ford 1929
Hudson Super Six Sedan
Lincoln 1924
Dodge 1925
Buick 1926
Linked brands...

Bromo-Seltzer 
Durham

Linked places...

Uma vez que o livro descreve uma viagem, são muito os locais nele mencionados. Deixo o link para o mapa da viagem realizada pela família, com explicações, elaborado pela Cornell University

Linked citations...

 " Não eleves a fé até à altura do voo dos pássaros, e não rastejarás depois como os vermes"

Linked people...

Jenny Lind (1820-1887) - cantora
J. P. Morgan (1837 - 1913)
Linked animals...

Monstro de Gila
Arganaz
Zorrilho
Rato Almiscarado
Linked words...

tablado - palanque; estrado; palco dos teatros improvisados.
fueiro - pau grosseiro. = CACETE, ESTACA, ESTADULHO
atido -  esperançado, fiado.
adunco - em forma de garra; recurvado.
mosqueado - que tem pintas ou malhas escuras; sarapintado.
assoalhar - mostrar ; divulgar.
alcatruzes - botifarras
tachado - que está embriagado. = BÊBEDO

Thursday, December 6, 2012

Gambito - Rex Stout

Linked by...
Na sua obra "O Delfim", José Cardoso Pires menciona o escritor Rex Stout e um personagem por ele criado, de nome Nero Wolfe. Rex Stout publicou 47 livros em que Nero Wolfe é o detective/génio que se encarrega de resolver o caso. Este livro, cuja primeira publicação data de 1962, foi o trigésimo sétimo livro "Nero Wolfe" a ser publicado, e foi escolhido por este blogue, por ser um dos que estavam disponíveis na Winking Books, deste autor, e com esta personagem.

Linked opinion...
Mais um policial da chamada "época de ouro" da literatura policial, em que livros como este se vendiam (e escreviam) como pãezinhos quentes. Talvez tenha sido o fenómeno CSI literário. No entanto, hoje em dia, este tipo de histórias estão completamente ultrapassadas. É difícil, hoje em dia imaginar que se pode prender um sujeito baseado apenas em provas circunstanciais, sem utilizar dados científicos, como por exemplo o ADN. Nesta época "adivinha-se" quem foi, por dedução e depois espera-se que o criminoso confesse...enfim. Teve o seu valor, na sua época, e eu própria fui grande adepta deste tipo de literatura, mas hoje em dia para ler um livro destes, é essencial fazer o exercício de voltar atrás no tempo.

O mais curioso é o personagem detectivesco, o "génio" mal humorado e arrogante, que resolve todos os casos sem nunca sair de casa. Um agorafóbico?.. Um sociopata?... não sei. Só sei que é suposto ser o personagem forte da história. Contudo, não gostei deste personagem. Nesta história, não foi possível reconhecer a sua suposta genialidade, e foi pouco compreensível o seu comportamento. Talvez isto tenha acontecido por eu enquanto leitora, ter começado por uma história em que a "carreira" de Wolfe como detective já vai longa.

O detective que de facto sobressaiu nesta história acabou por ser o seu assistente, o narrador, que faz todo o trabalho de campo necessário à investigação. Uma figura indispensável já que o Sr. Wolfe se recusa a sair de casa, seja em que circunstâncias for.

Esta história em particular, também é demasiado simples e sem interesse. O autor tem como tema de fundo o xadrez, o que poderia ter tornado a história bastante interessante, mas depois a história em si nada tem a ver com isso. Foi tão sem interesse, que vos garanto que ao escrever esta opinião sobre a história, e  passado ainda pouco tempo de a ter lido, já nem sequer me recordo como terminou (o que é normalmente o ponto alto deste tipo de policiais). 

O mérito do autor, está sim, na criação do personagem Nero Wolfe, que apesar de não ter merecido a minha simpatia, tem diversas características diferenciadoras que justificam o facto de se ter tornado central a toda a série policial do autor, e o consequente sucesso dos seus livros.

Aconselhado apenas aos aficcionados de literatura policial, caso tenham interesse histórico sobre este género literário. A todos os outros: acho sinceramente que é melhor optar por outro livro para ler.

Linked books...
African Genesis - Robert Ardrey

Dicionário Filosófico - Voltaire - foi apenas mencionado o autor, Voltaire. Foi escolhido este título para o representar, uma vez que já consta da lista dos livros por ler do blogue.

A Liga dos Homens Assustados - Rex Stout - a nota biográfica do autor, continha menções a vários títulos. Este foi escolhido por estar disponível na Winking Books.

Linked people...

Mikkhail Botvinnik
Bobby Fischer
Paul Morphy
Linked chess openings...

"Rui Lopez" 
"Caro Kann Defence"
"Gambit"
"Albin Countergambit"

Linked flower...

Laelia Gouldiana
Linked words...

Tapete de Kashan